domingo, 21 de fevereiro de 2010

FOZ DO JORDÃO: PÕE POR TERRA PATRIMÔNIO HISTÓRICO da ICAR

 O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em santuários feitos por mãos humanas (Atos 17:24).

 Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós (I Coríntios 3: 16).


Na Cidade de Foz do Jordão, PR, a comunidade católica está pondo por terra, derribando, destruindo um dos mais bonitos patrimônios históricos de nossa região. O templo da Igreja Católica é da época da fundação da Cia. de Papel e Celulose, a Lutcher, do início dos anos de 1960. Uma obra maravilhosa, costruida em madeira de araucária (pinheiro do paraná) com 50 anos.
Na atualidade, uma obra de tal monta, devidamente registrada como patrimônio histórico... poderia receber apoio financeiro de instituições públicas e privadas para fazer sua manutenção e conservação. Mas não! Ela vai ao chão! Triste fim de um local que participou da história de tantas pessoas e da comunidade em geral. Mesmo não professando a fé católica, lamento pela falta de visão de quem decidiu cometer tal façanha...

Ficamos a nos perguntar:
1) A Comunidade Católica teve a oportunidade de discutir e decidir, de forma organizada e democrática sobre tal empreendimento? Sobre a destruição? Sobre a nova construção?
2) Que interesses estão por trás de tal des-obra?
3) Acaso não será derribado um templo de madeira, porque só se pode sepultar alguém em templo de alvenaria?
4) Será que o patrimônio histórico não tem valor? Só tem valor quem tem dinheiro e quer garantir-se através da construção de um novo templo?
5) Quem será que quer perpetuar seu nome através da pompa, da grandiosidade, do luxo, do esplendor?
6) Será que Deus precisa de um novo templo? Aliás, Deus precisa de templos... senão o coração, a mente, a vida de Homens e Mulheres, que queiram observar sua vontade?
7) Deus não ficaria mais satisfeito se a igreja se preocupasse e criar condições para sanar a fome e a miséria de tantas pessoas, de tantas famílias (inclusive em Foz do Jordão)?

A realidade está posta! Os questinamentos estão feitos! Eu tive a oportunidade de vivenciar muitas experiências dentro daquele local que - criminosamente - estão pondo ao chão! No entanto, parece que para muitos é mais cômodo a omissão, a indiferença, a irresponsabilidade... Envolver-se de forma comprometida com causas mais nobres e justas dá trabalho!

Ai já está ficando só o oco, o vazio, o buraco desta que fora um imponente templo construido em madeira
(Foto Sergio Bucco - 20.02.2010).
Foto PCBueno - 28.02.10 - Olha a carcaça que transformaram!


Foto PCBueno - 28.02.10

Foto PCBueno - 28.02.10

9 comentários:

marcos disse...

uma igreja qual participou de tantos momentos importantes na vida de tantas pessoas.
Nao teem nossao do que vao fazer para um patrimonio tao importante!!!
DECHO NOSSA INDIGNAÇAO
PERANTE ESSA GRANDE BARBARIDADE.

SERGIO BUCCO disse...

Marcos, obrigado por participar deste debate (que penso será quase em vão!). Você é de onde? Conhece o local? Abçs!

Anônimo disse...

não é facil de acreditar que um patrimonio tão respeitado por suas historias em nossa região abacar assim, desmarçando-o, mas fazer o que, esperamos que seja controida uma igreja do mesmo estilo, mas não da mesma historia, que foi posta tudo ao CHÃO!!!!

Angela Rocha disse...

Sérgio, fazia vários dias que não visitava sua página e hoje na visita, quanta novidade... e surpresa, ou melhor, indignação. Não sabia da destruição da igreja católica de Foz do Jordão. Ao ler seu texto e ver as fotos revivi vários momentos que participei naquele local: festas, casamentos, cursos, enfim, vários eventos sociais e religiosos.Se a comunidade queria uma nova construção, mais espaço, tudo bem construí-la mas que a antiga continuasse lá, cuidada e preservada.

SERGIO BUCCO disse...

Está aí Angela!
É o velho 'ator' de outras brageradas (não tanto religiosas) que põe em ação esta insensatez!
Obrigado por participar de nosso espaço!

Gelson Costa disse...

Hoje estive no município de Foz do Jordão. Fiquei surpreso ao ficar sabendo que existem pessoas criticando a sua ação em "denunciar" tal acontecimento com a Igreja (Templo) Católica daquele município. Comentários do tipo: "ele nem é da religião católica e fica se envolvendo com isso". Pois bem, deixo aqui minha opinião: Patrimônio histórico é de interesse de toda a sociedade. Para ser destruído é necessário que ocorra um amplo e democrático debate sobre tal fato. Entretanto, não somos donos da verdade, mas conseguimos entender que ainda existem alguns padres, não todos, que se acham donos da "verdade", fé cega e fanática.. instrumentos de Deus sobre a Terra. Por isso, acreditam que o que pensam é a mais absoluta verdade e todos os outros, filhos de Deus, devem se curvar diante de suas idéias... que não são deles, mas de Deus. Cada Loucura!!! Quiça, Erasmo de Roterdan tenha razão em suas palavras no livro "Elogio a Loucura"

SERGIO BUCCO disse...

Obrigado, companheiro, pelo toque! Tua avaliação é muito correta! Mas estes elementos não entram no debate! Ficam falando na surdina! Ratos de...

LUCIANO disse...

FICO TRISTE ..... ALEM DE NOSSO PATRIMONIO... TENHO UM VALOR SENTIMENTAL POIS MEUS AVOS (Paulo Caillot Henrard e Apolonia Bogdnanovicz Henrard )TRABALHARAM VOLUNTARIAMENTE NA CONSTRUCAO DESSA IGREJA.... abraço Professor

(LUCIANO )

SERGIO BUCCO disse...

Caro Luciano (LUZ!)!
Mas é este sentimento que tu expressa em relação àquela obra que a torna (dentro outros) um 'monumento! Agradeço tua prestigiosa colaboração! Abç!!!