terça-feira, 30 de novembro de 2010

PASSO A PASSO DE PROPOSTA PEDAGÓGICA ESCOLAR - Sugestão¹

    Projeto Profissional de Vida Jovem - CFR
   Capa - esta é o 'cartão de visitas' da proposta ou projeto.
    Página de rosto - onde deverá conter além das informações da capa, uma síntese da justificativa.
1.Título - presenta o tema da pesquisa ou do trabalho científico.
2. Dedicatória - a quem o autor dedica a pesquisa ou proposta.
3. Agradecimentos - pessoas a quem o pesquisador quer manifestar sua gratidão.
4. Sumário - ou índice de assuntos, tópicos desenvolvidos, indicando as páginas correspondentes.
5. Elementos Históricos do/a Educando/a - uma síntese da História Pessoal e Familiar do Educando ou Pesquisador.
6. Justificativa - através da qual se diz a importância ou os motivos pelos quais foi escolhido determinado tema ou proposta de pesquisa.
7. Objetivos - Geral e Específicos, dizem respeito ao fim que se quer atingir, alvo, lugar, objeto.
8. Fundamentação Teórica - é através dela que se situa o artigo dentro da grande área de pesquisa da qual ele faz parte. Isso se faz importante tanto para o leitor quanto para o escritor, pois pode-se identificar a linha teórica de discussão em que o trabalho se insere e define-se os autores necessários para fundamentar o trabalho².
9. Metodologia - é como se fosse o desenho da pesquisa ou proposta a ser realizada. Por meio dela se mostra como se pretende realizá-la, se é uma pesquisa qualitativa ou quantitativa, o modo como se vai investigar o objeto ou fato.
10. Recursos Humanos - são as pessoas que estarão envolvidas, ou que contribuirão no processo, na pesquisa ou no projeto.
11. Recursos Materiais - são os elementos materiais ou estruturais que compõem a proposta em questão.
12. Orçamento - é a projeção dos custos em R$ da proposta ou do desenvolvimento de um determinado projeto.
13. Cronograma - é o tempo ou o calendário referente a elaboração de uma proposta de pesquisa ou as etapas da execução de um projeto.
14. Avaliação - como, quem e com que critérios  se avaliará a proposta ou execução de um projeto.
15. Referências Bibliográficas e Fontes  - livros, revistas, manuais, cadernos, jornais, sítios... que referenciarão o trabalho de pesquisa ou desenvolvimento de uma proposta ou projeto.
            ___________________________________
¹ Este passo a passo é apenas uma sugestão, pois outras diferentes, mais práticas ou mais adequadas, poderão ser pensadas, conforme a necessidade.
² Blog.
³ Dicas de Metodologia da Pesquisa AQUI.
   Fonte da imag. AQUI.

sábado, 27 de novembro de 2010

AULA DE INQUIETAÇÃO - UNB

O Neurocientista Miguel Nicolelis, em aula inaugural do segundo semestre de 2009 (Parte 2/6 UnB 2009) na Universidade de Brasília (UnB), quebra o protocolo, e em sua surpreendente conferência...
Premissa 1)
Nada é impossível.
Premissa 2)
Superar a mediocridade.
Premissa 3)
Os custos da Universidade Pública são o produto do trabalho do povo.
Premissa 4)
O primeiro mundo faliu.


quarta-feira, 24 de novembro de 2010

ENCONTRO ESPIRITUALIDADE, TERRA E ÁGUA



Monge Marcelo Barros, um dos conferencistas no ETA 2010.


Momento de espiritualidade no bosque pela manhã de 25.09.10.

Coração feito com os certificados de participação ao final do Encontro ETA.

Este coração de certificados dos participantes no Encontro Espiritualidade, Terra e Água ("Bíblia, Terra e Água"), está circundando com os elementos simbólicos e codidianos e de reprodução das condições de vida dos camponeses e camponesas e dos povos da cidade, no Centro Indígena de Formação Don Diego, em Guarapuava (24 a 26/09/10).
O encontro foi organizado pelo CEMPO (Centro Missionário de Apoio ao Campesinato).
Além dos chamados novos movimentos, como MMC, MST, MPA, MAB, STRs, estavam presentes os Movimentos dos Povos e Comunidades Tradicionais, como Quilombolas, Ciposeiros/as, Ribeirinhos, Ilhéus, Benzedeiras/es, Faxinalenses, Agroecologistas, Religiões de Matriz Afro, dentre outros.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

MAS ENQUANTO NÃO TEMOS ORÇAMENTO PARTICIPATIVO...

          Enquato não temos ORCAMENTO PARTICIPATIVO nossos servidores públicos, nossos representantes, nossos governantes, nossos empregados públicos, nossos administradores... bem que poderiam ser mais transparentes nas compras, nos investimentos.
          Deste modo, por ex., ao comprar uma retroescavadeira, eles poderiam nos prestar contas, dizendo onde compraram, o quanto pagaram, quanto economizaram ao comprar de um fornecedor que fez uma oferta melhor, o quanto economizaram em favor do município e dos seus cidadãos.
          Será que isto é uma mirage, uma utopia, um sonho ou uma esperança? Por que nossos administradores não têm ainda esta visão, esta maturidade e compromisso público ?!? ... ... ...

DINHEIRO PÚBLICO

          DINHEIRO PÚBLICO quer dizer RECURSO PÚBLICO. E se o dinheiro ou os recursos são públicos, eles são do POVO. Os recursos públicos não são fruto de nenhum milagre econômico, ou benesse de algum político, de alguma árvore ou valores com os quais administradores públicos possam fazer conforme dá em suas cabeças. Poi todos nós quando compramos desde uma caneta... já estamos pagando impostos. Dai tem o IPTU, o ITR, o INSS, etc., etc., etc... Os impostos, tributos ou taxas no Brasil somam quase 100 modalidades. (Pesquise aqui www.portaltributario.com.br ). Aliás, é um assalto institucionalizado!
          Pois bem, se os recursos ou o dinheiro são do POVO, são nossos, então ele não pode servir aos caprichos ou ao bel prazer de nenhum político, seja prefeito, governador ou presidente! Neste sentido o ORÇAMENTO PARTICIPATIVO se constitui uma possibilidade de os governantes não errarem na aplicação das VERBAS PÚBLICAS ou dos GASTOS PÚBLICOS! Pois através do OP os cidadãos e as cidadãs tem a oportunidade de participar, diretamente ou através de suas organizações, estabelcendo o que é prioridade para as comunidades, para os bairros ou para os diferentes setores da municipalidade.
          Pensemos nisto! Ainda chegaremos lá! Nem tudo está perdido!

sábado, 20 de novembro de 2010

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

ESTE É O LIXÃO DE CANDÓI

Há quem diga que isto é inconcebível!
Há quem diga que isto é um acidente ambiental...
Há quem diga que isto é uma poluição...
Há quem diga que isto é fábrica de moscas...
Há quem diga que isto é origem de muitas doenças...
Há quem diga que isto é uma falta de vergonha...
Há quem diga que isto é falta de responsabilidade...
Há quem diga que isto é má gestão de resíduos sólidos!
Há quem diga´que é culpa da administração anterior...
Há quem diga que isto é um crime horrível!
Há quem diga que o responsável deveria pagar por isto atrás das grades!
Há quem diga que os cidadãos são responsáveis por esta cena...
E eu, que não sou juiz, mas apenas um cidadão indignado, fico observando pra ver quem tem razão...
Pois eu, com certeza, há mais de 30 anos estou separando o lixo seco (reciclável) do lixo orgânico (com o qual faço adubo) e descartando apenas os não recicláveis, não sou responsável por tudo isto!
Este local, que todos os cidadãos caindoianos deveriam conhecer, pois é para lá que vai a maioria do "nosso" lixo, é uma verdadeira jazida de material reciclável, ainda que de forma inadequada.


Observe que tem três crianças catando lixo sobre os montes bem ao fundo...


E tem lagos de chorume e muitas moscas...


Outra visão panorâmica do cenário...

Uma excelente dica de pesquisa sobre Meio Ambiente,
 Legislação Ambiental, Educação Ambiental, etc.,  
é este sítio do Estado do Paraná,
Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos
 SEMA
http://www.sema.pr.gov.br/


quarta-feira, 17 de novembro de 2010

PENSANDO BEM... 2

Pensando a partir da República
          República quer dizer literalmente "res" = "coisa"; e "pública" = "do povo". E por definição significa "governo do povo". Mas justamente por ser do povo é que a "coisa pública" tem que ser respeitada, cuidada, multiplicada para servir a todos e todas! Mas a mentalidade é mais ou menos assim: "porque é pública, é do povo, não precisa respeitar, cuidar; pode-se pegar, desviar, servir a poucos..."
          Diz o ditado que "o fruto não cai longe da árvore". Outro afirma que "tal pai qual filho", dentre outros. E pensando bem... Tem saberes que não precisa ninguém ensinar ao outro. Basta a convivência, seja para o bem ou seja para o mal, se aprende vendo, vivenciando junto, observando os exemplos...
           No Dia da República eu observava a ousadia, a ambição, o egoísmo, a desfaçatez, a arrogância, a prepotência, o caciquismo, a corrupção, o autoritarismo e a prostituição política de determinado indivíduo... E lembrei que o mesmo é "à imagem e semelhança do pai"! Somos fruto do meio que nos forja...
          Muitas vezes, à primeira vista, não temos culpa de sermos o que somos! Nossa maior culpa pode ser a nossa incapacidade de olharmos para além de nosso umbigo, de visualizarmos para além de nossa janela, de observarmos a realidade que é maior do que nós, de descermos de nossos pedestais e sermos capazes de ver o outro, de entendermos os demais, de fazermos a leitura do mundo e nos colocarmos como iguais para servirmos!

sábado, 13 de novembro de 2010

Documentos oficiais da Educação do Campo


"A Educação do Campo é um Direito nosso e um Dever do Estado".
“.... Então o camponês descobre que, tendo sido capaz de transformar a terra, ele é capaz também de transformar a cultura, renasce não mais como objeto dela, mas também como sujeito da história”. Paulo Freire


Parecer CEE 1011/10 - Escolas Estaduais do Campo http://www.diaadia.pr.gov.br/dedi/cec/arquivos/File/PARECER_CEB_PPP_IRACI.pdf

Intrução nº 002/2010 - SUED/SEED
http://www.diaadia.pr.gov.br/dedi/cec/arquivos/File/Instrucao2cfr.pdf
 
Fonte/imagem: AQUI.

PENSANDO BEM... 1

Muitas pessoas vivem do que negam e morrem através do que acreditam.

Mucha gente vive a través de lo niegan y morir por lo que creen.

Beaucoup de gens vivent dans ce qu'ils nient et meurent par ce qu'ils croient.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

A VIAGEM ÀS CRATERAS LUNARES EM PROMOÇÃO!

Se tu não tiveste a oportunidade
 de viajar de forma econômica
e acesssível até à lua para visitar
suas crateras,
então agora é tua chance...
Venha para cá!!! 
Imperdível!
Promoção já!!!
A lua é aqui!

Crateras Av José Fabrício

Crateras Av Antonio de Barros.

Observação I
porém nem pense em levar teu carro para andar aqui nestas avenidas lunares, pois não há pneus e rodas que resistam!
Boa aventura!!!

Em tempo:
Parece que S. Jorge está passando com rapidez celestial e realizando uma "operação tapa cratera"!
De modo que se tu não vieres já, perderás a oportunidade!
Até que comece tudo de novo...

Observação II
Não te animes mucho, pois as coisas pararam de novo, as crateras Antonio de Barros estão aumentando...

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

NATUREZA ANIMAL

ARTIGO DE CONCLUSÃO DO PDE 2009

PERSONAGENS SILENCIADAS: AS MULHERES NOS CONTEÚDOS DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO ESTADO DO PARANÁ E NAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE ALUNOS
Sergio Roberto de Souza Buco
Universidade Estadual do Centro-Oeste - Guarapuava - Pr
Professora Orientadora: Liliane Freitag

RESUMO
Esta pesquisa tem como finalidade conhecer o lugar que coube à mulher na história a partir do ensino básico do Estado do Paraná e busca ressignificar o papel da mulher que desde a muito tempo esteve submida da História. Teve como base inicial uma pesquisa entre estudantes para conhecer um recorte da história das mulheres na perspectiva da história do tempo presente. Em seguida procurou entre historiadores e sociólogos as origens do que se constituiu historicamente como parte da condição feminina, tais como os papéis, o trabalho, as relações de dominação e exploração, a discriminação, a violência, a educação, suas formas de organização e luta. E, provisoriamente conclui, que o desenvolvimento a que chegou a humanidade, tanto em ciência como em consciência, não permitem situações de marginalidade e exploração da mulher.

ACESSO AO 1º ARTIGO DO PDE 2008

PERSONAGENS SILENCIADAS: AS MULHERES NOS CONTEÚDOS DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO ESTADO DO PARANÁ

Sergio Roberto de Souza Buco
Universidade Estadual do Centro-Oeste - Guarapuava - Pr
Professor Orientador: Dr. Edgar Avila Gandra

RESUMO
Esta pesquisa procura situar o lugar, as condições e as representações da mulher na historiografia e no ensino básico do Estado do Paraná e busca ressignificar o papel da mulher que desde a muito tempo esteve submida na História. Inicialmente busca fundamentação em diversos estudiosos do tema. E vimos o processo de silenciamento até o momento que as mulheres desencadeiam um processo de libertação do mando masculino até sua emancipação. E finalmente foi ao campo dos profissionais da História, especialmente dentro do recorte espacial do Colégio estadual Santa Clara e Casa Familiar Rural, em Candói. Está claro o que está posto como ideal em relação à mulher e o ensino de História, e o que se mostra como limite a ser superado a partir desta pesquisa.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

RESSUSCITANDO MORTOS...

Cá entre nós, ressuscitar morto pode ser uma experiência ruim para as glândulas olfativas... Gostaríamos de manifestar aqui nossa indignação contra a rataria de esgoto, contra o mar de lama "criado" e safurdado pela campanha do Zéserra... Na recente campanha eleitoral para presidente ele adotou o slogan "Serra é do bem". Estivemos pensando e tiramos algumas ilações (algumas não tão nossas assim, mas fazemos eco ao que já se tinha escrito ou dito) e concluimos que "Serra é do bem":
Bem mentiroso; bem ardiloso; bem desonesto; bem fofoqueiro; bem terrorista; bem oportunista; bem guerreiro do mal; bem difamador; bem falsário; bem fingido; bem traumatizado no crânio; bem ultraconservador; bem cheio de ódio religioso; bem direitista; bem panfletário; bem boateiro; bem adepto da santa inquisição; bem protetor (das artimanhas de Paulo Preto); bem fazedor de promessas; bem cara de pau; bem arrogante; bem metido a sabe tudo; bem dono do bolsa imprensa; bem longe dos assuntos/temas que realmente interessam ao Brasil, ao Desenvolvimento, à Sustentabilidade; em fim, ele é do "bem"! Leia as matérias da Revista Isto É, do dia 27.10.10, Nº 2137, páginas 30-31; 38-50. Tem uma farta documentação que vai além de políticos acusando políticos, mas resultados de investigações do MP e da PF. 

video

Veja no ContapontoPIG AQUI. Assista no You Tube AQUI.

sábado, 6 de novembro de 2010

"LIBERDADE DE IMPRENSA" - PARA QUEM?!?

          A utilização do direito de transmissão midiática, rádio e tv, se dá mediante concessão do governo federal, através de outorga do Ministério das Comunicações e da  ANATEL, de graça, normalmente e, coicidentemente, concedido a políticos, quando muitos profissionais capacitados, competentes e responsáveis não têm tais privilégios. Logo estes meios de comunicação deveriam servir para informar a população, deveriam se constituir em canais de livre acesso ao Povo para anunciar, reclamar, interagir, protestar, sugerir, movimentar-se, exercer sua cidadania, como meio de participação política, dentre outros.
          Segundo Domingos Sávio Dresch da Silveira¹: "Uma novidade muito rica da nossa Constituição Federal [CF], é que ela própria diz quais os deveres desse concessionário de serviço público. Eles estão dispostos no artigo 221 da CF. A concessão não tem livre exercício. A produção e a programação das emissoras de rádio e televisão, portanto todo o seu conteúdo, deve atender aos quatro princípios apontados no artigo 221: preferência a finalidades educativas, educativas, artísticas, culturais e informativas; a promoção da cultura nacional e regional e estímulo à produção independente que objetive sua divulgação; a regionalização da produção cultural, artística e jornalística e o respeito aos valores éticos e morais da pessoa e da família". Da Silveira ainda afirma: “Concessão sem fiscalização é doação”.
          E.n.t.r.e.t.a.n.t.o... as emissoras de rádio privadas ou as chamadas comerciais (do mesmo modo as tvs privadas) servem para defesa de interessses corporativos, para projetos políticos de promoção pessoal ou de determinados grupos, para atacar o próprio governo que faz a concessão. É claro que, enquanto "canal público" ou MCS, as emissoras devem ter o direito de tecer críticas aos governos ou aos governantes quando estes forem merecedores, de fazer-lhes sugestões advindas da população organizada, de cooperarem com o bom andamento governamental e com as políticas públicas. No entanto nos referimos às besteiras, às 'abobrinhas', às calúnias, às propagandas políticas inconvenientes e até criminosas, que se fazem de forma unilateral, sem ter como a sociedade, a comunidade, a população que é considerada como "ouvido de penico" (poderia fazer um jogatilho de palavras e dizer "ouvido de privada") ter como se contrapôr, se defender, expressar sua visão, sua concepção, seu entendimento de mundo, do que acontece, seja através de pessoas, seja através de suas organizações, de suas instituições e de suas entidades.
          Nesta perspectiva as rádios comunitárias bem organizadas e bem geridas, com participação popular, poderiam e podem exercer bem este papel junto à sociedade... O que não se pode é chamar a concessão do direito de explorar os Meios de Comunicação Social de "liberdade de imprensa". Não pode existir liberdade de imprensa mediante exploração privada ou comercial, quando estes veículos de comunicação não só deitam e rolam em cima do que deveria ser um serviço ao Povo, mas abusam sob todos os aspectos da paciência deste mesmo Povo! Ou será, por exemplo, que usar uma rádio de forma inexcrupulosa, dizendo o que bem se entender, é "liberdade de imprensa"? E "ganhar uma concessão do Estado" e fazer desta concessão um simples e direto mecanismo de ganhar dinheiro é correto, justo e ético? É isto "liberdade de imprensa"?
          E para fechar este artigo emprestamos mais dois trechos da entrevista de Domingos Sávio: "Temos concessionários que parecem que não têm deveres para com a sociedade e o Estado que concedeu a licença para exploração da emissora" e "Esse sentimento de privatização da concessão pública, que vem lá das capitanias hereditárias e se esparrama por esse latifúndio invisível do espectro eletromagnético que a gente vive hoje, da concentração das concessões na mão de poucos – sempre os mesmos, os mesmos grupos, ligados ao poder, aristocracias, direta ou indiretamente – manifesta-se de forma muito violenta sobre qualquer tipo de controle" (SILVEIRA). Fechamos com o título: "Liberdade de Imprensa" para quem? Ousamos responder: Se a concessão é de uma coisa pública, então a Liberdade de Imprensa deveria ser do Povo Organizado!!! "Punto e basta!"

                    Controle Social²

          "Concessão de Rádio e TV no Brasil tem sido um grande negócio, favorecendo o clientelismo político eleitoral em benefício das oligarquias regionais. É bom que o povo saiba que se tratando de concessão de Estado, os Rádios e as TVs têm o dever de cumprir com sua responsabilidade social, ambiental e cultural, informando e promovendo a educação, cultura e ciência. Ao contrário, as organizações populares podem recorrem ao Ministério Público Federal denunciando a péssima qualidade das programações e exigindo que sejam tomadas providências em cumprimento aos objetivos assegurado nos termos Constitucionais quanto ao desenvolvimento cognitivo da pessoa cidadã, que grita por dignidade, justiça e acesso a informação de qualidade. A concessão é regulada por lei, mas sobretudo, controlada pela sociedade civil organizada".

REFERÊNCIAS
 ¹ Domingos Sávio Dresch da Silveira é professor na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e funcionário do Ministério Público Federal. Atua principalmente com os temas censura, cidadania, controle, direitos humanos, Direito Constitucional e informação. Em entrevista: AQUI.
² Núcleo de Cultura Política do Amazonas. AQUI.

CANDÓI: IDH - PIB - MELHORES PREFEITOS DO BR

           O Município de Candói foi criado em 27 de agosto de 1990, pela Lei Estadual nº 9.353, com território desmembrado do Município de Guarapuava. A instalação oficial deu-se em 1º de janeiro de 1993.         
         IDH do Município de Candói está sob o número 297, que é o lugar que o ocupa no  do Estado do PR. Este se refere ao Índice de Desenvolvimento Humano.
          Referente ao PIB - Produto Interno Bruto - o Município está em 84º lugar, com 180.908 em milhares de reais entre os demais municípios do PR. E na média, sua população ocupa 77º lugar com uma renda R$ 12.226,00 per capita.
          Analisando
          O IDH é uma referência "ao grau de desenvolvimento de um país (estado ou município) levando-se em consideração três aspectos: a renda per capita (toda a riqueza produzida ao longo de um ano dividida aritmeticamente por sua população), a longevidade (a expectativa de vida da população) e a escolaridade (número de crianças alfabetizadas e regularmente matriculadas nas escolas).
          O primeiro item vincula-se a se ter, ao menos, uma referência do tanto de dinheiro que cada pessoa teria se este fosse igualmente distribuído por todos; o segundo item serve para verificar como anda a saúde da população, visto que, quanto mais as pessoas viverem, melhor devem ser as políticas públicas na área em questão. Por fim, o terceiro, parte do pressuposto de que somente por meio dos estudos uma pessoa pode ter chances para mudar e melhorar sua vida. Encontrados os resultados de cada um dos itens, faz-se a soma e divide-se por três: quanto mais próximo de 1 for o resultado melhor deve ser a condição do país e seu povo; quanto mais distante, pior o IDH."
Fonte: http://www.faa.edu.br/economia/55.htm

          No caso de nosso município ele se enconta no número 297, dentro do universo de 399 municípios do Paraná. "Está muito mal das pernas".
          Já o PIB de Candói é relativamente alto, mas como sabemos é apenas uma média aritimética e não corresponde à realidade de nosso Povo. Pois enquanto poucos detêm todos os meios de produção (terras, máquinas, comércio, indústrias), têm acesso a todo e qualquer bem de consumo, conseguem dar um alto padrão de vida às suas famílias, muitos outros não têm nem um salário mínimo de renda mensal. Alguns não têm moradia decente, não têm saúde nem acesso ao sistema digno de saúde, seus filhos frequentam apenas os primeiros anos do ensino básico e as consequências seguem. E aqueles que frequentam as escolas têm acesso muitas vezes a uma estrutura jurássica... Sempre se investe mais em marketing do que em qualidade material da educação.

           Os 50 melhores prefeitos do Brasil
          Segundo a imprensa privada local  e a internet "Em sua 6º edição da Premiação, o Instituto Ambiental (BIOSFERA) e o Instituto Brasileiro de Estudos Especializados (IBRAE) receberão no dia 5 de novembro deste ano no Rio de Janeiro os 50 melhores prefeitos do Brasil - eleitos¹ como melhores administradores de 2010 sob o enfoque de sustentabilidade urbana. O prefeito de Candói, Elias Farah Neto é um deles e confirmou presença no encontro que acontece no Centro de Eventos do South American Copacabana Hotel. Após a entrega da premiação os prefeitos participaram de um coquetel festivo em seguida assistirão à uma apresentação de um grupo musical (MPB).

          Ações (com minhas releituras)
          O reconhecimento à Administração Municipal de Candói (...), através do Prefeito Elias Farah Neto, vem de² encontro com um trabalho positivo e que visa uma qualidade de vida ao munícipe de Candói. Segue algumas ações pioneiras realizadas pela administração atual somente nesta gestão:

Projeto Candói Conectado (Internet Gratuita, com lançamento na área rural," - que segundo dizem os usuários não funciona ou funciona muito mal.

"Programa “O Pão Nosso de Cada Dia” (entrega de 4 pães ao dia a cada aluno da rede municipal)," - este, descontando a origem e a qualidade do "pão integral" (que ainda não sabemos), vimos as crianças comendo e encaramos positivamente. Amém!!!

"Câmeras de Segurança (Quatro câmeras espalhadas pela cidade proporcionando mais segurança a população, com pretensão de insta;ar mais 13 na cidade e interior)," - dinheiro público jogado fora (quanto custou mesmo?), pois muitas vezes a comunidade tem precisado de imagens sobre assaltos (que aliás cresceu bastante em Candói nos últimos dois anos) ou para averiguar danos em veículos estacionados e nunca tem.

"Entrega de Net Book e pen-drive aos professores da rede municipal de ensino (pensando na qualidade da educação)," - é uma boa iniciativa (mesmo que algumas professoras preferiram usar apenas seus PCs domésticos).

"Regularização Fundiária (regularização de terras de 89 famílias de diversas localidades)," - feita através de Programa do MDA/INCRA, talvez seja válida como amostra de regularização, mas falta mais de 90% para fazê-lo em Candói.

"Entrega de 4.400 Uniformes a todos os alunos da rede municipal de ensino." - sem maiores comentários, deve ajudar principalmente as crianças pobres de recursos materiais.


Fonte: http://www.oalvo.com.br/conteudo/noticia.asp?id=2966


_______________
Notas:
¹ "Eleitos" por quem ou através de que mecanismo? Mediante quais critérios?² "Vem 'de' encontro" significa que algo se choca contra outra coisa... No caso o texto quer dizer que "o reconhecimento da administração vem de encontro (se choca, se arrebenta, se espedaça...) com um trabalho positivo e que visa uma qualidade de vida ao munícipe de Candói". Sem saber o que diziam, acabaram acertando. Pois uma coisa é o marketing, outra coisa é a realidade nua e crua! Uma coisa é ouvir um executivo (sua assessoria ou seus parceiros imediatos), outra muito diferente é ouvir a população e observar a realidade.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

POR QUE PT?

Em tempo de descrever aspectos deccorrentes de um processo..., explico minha aparente contradição e a reafirmo: eu não deposito confiança em partido político! Eu ainda confio na pessoa humana, na consciência humana de sua natureza, de suas possibilidades e limites voltados para a coletividade, de sua finitude e dos rastros que podemos deixar sobre este gigante e pequeno planeta chamado Terra. Consequentemente, confio na diversidade das organizações populares, que representam a maioria do povo, compostas pelos pobres, pelos excluídos e marginalizados da sociedade, que  cultivam as sementes da justiça, da compaixão, da libertação, da inclusão, da igualitariedade, do cuidado...


O Trabalho da Educação e do Campo
(Rfr. Adão Preto - RS).
 
Porque o Partido dos Trabalhadores representa uma força simbólica que engloba os trabalhadores, os pobres e empobrecidos, os lutadores do povo, os seus sonhos, as suas demandas, as suas organizações, as suas lutas, a sua história, a resistência à ditadura militar, o sonho de um país socialista, a esperança de um mundo melhor, mais justo, mais fraterno, mais igualitário, mais humano, mais ético, mais transformado...
Poderiam replicar: "Mas o PT não perdeu esta 'força simbólica' ao longo de 30 anos?" Parte desta pujança política deixou de ser o foco de sua luta, porque parte de sua composição talvez nunca chegou a ver assim... Porque a correlação de força com a parcela dominante da sociedade sempre foi muito desigual. Refiro-me à elite conservadora, a classe dos patrões, dos grandes proprietários de terra, da indústria, do comércio, dos banqueiros, dos dominadores, dos exploradores da força de trabalho do povo, aqueles que sempre foram não somente os donos do poder político, mas também da cultura, da economia, da sociedade e do meio ambiente.
Por isso apoio, voto no PT e por tais motivos sou petista! Participei do seu processo de fundação quando ainda era estudante em Ponta Grossa. Fundamos o PT em Candói (junto com gurapuavanos, laranjeirenses, turvenses em 1985) e o terminamos em Candói em 1992, mas este é um outro capítulo desta história. Mas mesmo nos anos em que estivemos fora do Partido sempre apoiamos os seus candidatos e o Lula.
Sempre sofremos muita pressão por sermos petistas, principalmente porque a parcela dominante da sociedade nunca suportou a ideia de que trabalhadores pobres, servidores públicos, camponeses, pudessem fazer política ou mesmo concorrer a cargos eletivos. Sempre fomos vistos como um escândalo político, uma vergonha econômica, uma escória social... Sempre fomos vistos apenas como força de trabalho para sustentar uma minoria privilegiada com nosso suor, sangue e lágrimas!
E finalmente sou petista militante porque sou trabalhador, sou consciente, sou comprometido com a causa dos trabalhadores (as), porque temos companheiros (as) éticos, honestos, valorosos na luta, comprometidos com a causa popular, apoiados historicamente por organizações, entidades de classe, movimentos sociais, e nunca trairam nossa classe, seus companheiros (as), nem fizeram negociatas com a coisa pública. E não poderia deixar de lembrar que trouxe como herança de meu pai e de minha mãe, que me deram o exemplo de sua militância na oposição à ditadura militar brasileira, quando o MDB era um 'guarda chuva' de partidos democráticos (centro, liberais, marxistas, socialistas) e nele se fazia a luta contra o regime ditatorial dos milicos.
Lembro ainda que o PT, na medida que foi ascendendo aos espaços de poder político, foi sendo assediado por forças conservadoras, dominadoras... que queriam entrar em seus quadros e continuar dominando. Não é nada diferente o que sucedde em Candói agora, quando um grupo apoiou um candidato "petista" que "desceu" em cerca de 300 municípios do PR e, segundo dizem, prometeu "entregar o PT" a eles (elementos filiados nos mais diferentes "partidos políticos" direitosos). Imaginamos que tais aventureiros acreditem em fábulas ou práticas que no passado vimos em muitos "partidos", que anoiteciam com uma direção e amanheciam com outra. Isto seria possível em Candói se nós não estivéssemos dentro da legalidade. E mais, apoiamos deputados como Dr. Rosinha, Assis Miguel, Prof. Lemos e Luciana Rafagnin, que foram eleitos também com os nossos votos!!! Aliás, o PT teve para Deputados Estaduais 970 votos e (além dos 863 para o Zeca Dirceu) para Deputados Federais 1158 votos de eleitores/as de Candói. E a própósito, no 2º turno das eleições de 2010 a Presidente Dilma Roussef fez 5027 votos e Serra 3130 votos. Ah, não poderia deixar de reconhecer que entre nós petistas temos também os oportunistas, os aproveitadores, os políticos lacaios, cujo motor são seus interesses e projetos pessoais! Infelizmente...
Um partido político é uma 'ferramenta social' que representa alguns segmentos da sociedade, que tem uma pauta de organização e de luta. E à medida que assume o poder, à medida que começa fazer concessões e se desvia de  sua doutrina, de seu programa, de seu estatuto... já não merece nossa confiança e nosso apoio. Somos filiados e responsáveis pela agremiação política, mas antes de tudo somos humanos, temos formação ideológica e compromisso com as lutas populares e a transformação deste mundo para que seja melhor para todos/as, para que o sistema que está centrado apenas no capital, no dinheiro, na concentração das riquezas, na exploração do trabalho, na exclusão da maioria da população... seja substituido, pois "outros mundos são possíveis"! (FSM, 2003 e 2010).