quinta-feira, 30 de setembro de 2010

NÃO FAZ SENTIDO PERTENCER A UM PARTIDO POLÍTICO...

Os partidos políticos são instituições legais, com CNPJ, com Estatuto, com Doutrina e Ideologia próprios...
Porém não faz sentido nós pertencermos a um partido político e apoiarmos candidatos de outros partidos, muitas vezes partidos que tem doutrinas e posturas totalmente contrárias às nossas! A não ser, estritamente, quando os partidos fazem parte de nossa "base aliada" ou quando há uma coligação... Apesar de que tem coligações que não atravessam nem a garganta nem nossas consciências políticas!
É razoável e natural que se temos uma agremiação política  (partido) que apoiemos antes de mais nada os candidatos filiados partidários, os nossos companheiros, aqueles que comungam conosco da caminhada, da nossa história e dos nossos projetos...
De outro modo não é possível entender (ou entendemos demais!) porque alguém apoiaria um candidato petista a deputado, se na eleição passada sua postura era totalmente contrária ao PT (ou a qualquer partido que fosse). É muitíssimo estranho...
Neste verdadeiro "balaio de gatos" temos assistido aos candidatos camaleões que aparecem com pose de neutralidade, que não se identificam, escondem o jogo, não falam de seus partidos, não contam a quem apoiam e nem quem os apoiam. Parecem que estão interessados unicamente em grangear (juntar) os votos dos eleitores, sem se comprometerem e sem mostrarem o verdadeiro projeto político a que pertencem e que defendem nos níveis estaduais e federal!
Cidadãos, cidadãs, "líderes", filiados a partidos políticos, ainda está em tempo de revermos nossos conceitos, nossas posturas e a nossa coerência! Ou vamos nos comportar como "ovelhas levadas pelo vento", ou sermos mais um partido político que se porta de forma aleatória, alienda e faz do partido um instrumento para manipular o Povo desinformado, despolitizado, despreparado, mas que é eleitor!?! Sim, o Povo é eleitor e dele muitos só querem o voto!, sem maiores envolvimentos ou participações no processo administrativo da coisa pública... E nós, acaso só queremos eleitores/as alienados, que apenas deêm seus votos e depois "tchau e benção"??? Ou, o pior de todos os vícios partidários, os partidos nos quais somo filiados são  apenas "siglas de aluguel", "vendidas" a quem dá mais?!?

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

A mídia comercial em guerra contra Lula e Dilma - por Leonardo Boff¹

Sou profundamente pela liberdade de expressão em nome da qual fui punido com o "silêncio obsequioso" pelas autoridades do Vaticano. Sob risco de ser preso e torturado, ajudei a editora Vozes a publicar corajosamente o "Brasil Nunca Mais", onde se denunciavam as torturas, usando exclusivamente fontes militares, o que acelerou a queda do regime autoritário.

Esta história de vida me avalisa fazer as críticas que ora faço ao atual enfrentamento entre o Presidente Lula e a midia comercial que reclama ser tolhida em sua liberdade. O que está ocorrendo já não é um enfrentamento de ideias e de interpretações e o uso legítimo da liberdade da imprensa. Está havendo um abuso da liberdade de imprensa que, na previsão de uma derrota eleitoral, decidiu mover uma guerra acirrada contra o Presidente Lula e a candidata Dilma Rousseff. Nessa guerra vale tudo: o factóide, a ocultação de fatos, a distorção e a mentira direta.

Precisamos dar o nome a esta mídia comercial. São famílias que, quando veem seus interesses comerciais e ideológicos contrariados, se comportam como "famiglia" mafiosa. São donos privados que pretendem falar para todo Brasil e manter sob tutela a assim chamada opinião pública. São os donos de O Estado de São Paulo, de A Folha de São Paulo, de O Globo, da revista Veja, na qual se instalou a razão cínica e o que há de mais falso e chulo da imprensa brasileira. Estes estão a serviço de um bloco histórico assentado sobre o capital que sempre explorou o povo e que não aceita um Presidente que vem desse povo. Mais que informar e fornecer material para a discusão pública, pois essa é a missão da imprensa, esta mídia empresarial se comporta como um feroz partido de oposição.

Na sua fúria, quais desesperados e inapelavelmente derrotados, seus donos, editorialistas e analistas não têm o mínimo respeito devido a mais alta autoridade do país, ao Presidente Lula. Nele veem apenas um peão a ser tratado com o chicote da palavra que humilha.

Mas há um fato que eles não conseguem digerir em seu estômago elitista. Custa-lhes aceitar que um operário, nordestino, sobrevivente da grande tribulação dos filhos da pobreza, chegasse a ser Presidente. Este lugar, a Presidência, assim pensam, cabe a eles, os ilustrados, os articulados com o mundo, embora não consigam se livrar do complexo de vira-latas, pois se sentem meramente menores e associados ao grande jogo mundial. Para eles, o lugar do peão é na fábrica produzindo.

Como o mostrou o grande historiador José Honório Rodrigues (Conciliação e Reforma), "a maioria dominante, conservadora ou liberal, foi sempre alienada, antiprogresssita, antinacional e não contemporânea. A liderança nunca se reconciliou com o povo. Nunca viu nele uma criatura de Deus, nunca o reconheceu, pois gostaria que ele fosse o que não é. Nunca viu suas virtudes, nem admirou seus serviços ao país, chamou-o de tudo -Jeca Tatu-; negou seus direitos; arrasou sua vida e logo que o viu crescer ela lhe negou, pouco a pouco, sua aprovação; conspirou para colocá-lo de novo na periferia, no lugar que contiua achando que lhe pertence (p.16)".

Pois esse é o sentido da guerra que movem contra Lula. É uma guerra contra os pobres que estão se libertando. Eles não temem o pobre submisso. Eles têm pavor do pobre que pensa, que fala, que progride e que faz uma trajetória ascedente como Lula. Trata-se, como se depreende, de uma questão de classe. Os de baixo devem ficar em baixo. Ocorre que alguém de baixo chegou lá em cima. Tornou-se o Presidente de todos os brasileiros. Isso para eles é simplesmente intolerável.

Os donos e seus aliados ideológicos perderam o pulso da história. Não se deram conta de que o Brasil mudou. Surgiram redes de movimentos sociais organizados, de onde vem Lula, e tantas outras lideranças. Não há mais lugar para coroneis e para "fazedores de cabeça" do povo. Quando Lula afirmou que "a opinião pública somos nós", frase tão distorcida por essa midia raivosa, quis enfatizar que o povo organizado e consciente arrebatou a pretensão da midia comercial de ser a formadora e a porta-voz exclusiva da opinião pública. Ela tem que renunciar à ditadura da palabra escrita, falada e televisionada e disputar com outras fontes de informação e de opinião.

O povo cansado de ser governado pelas classes dominantes resolveu votar em si mesmo. Votou em Lula como o seu representante. Uma vez no Governo, operou uma revolução conceptual, inaceitável para elas. O Estado não se fez inimigo do povo, mas o indutor de mudanças profundas que beneficiaram mais de 30 milhões de brasileiros. De miseráveis se fizeram pobres laboriosos, de pobres laboriosos se fizeram classe média baixa e de classe média baixa de fizeram classe média. Começaram a comer, a ter luz em casa, a poder mandar seus filhos para a escola, a ganhar mais salário, em fim, a melhorar de vida.

Outro conceito inovador foi o desenvolvimento com inclusão social e distribuição de renda. Antes havia apenas desenvolvimento/crescimento que beneficiava aos já beneficiados à custa das massas destituidas e com salários de fome. Agora ocorreu visível mobilização de classes, gerando satisfação das grandes maiorias e a esperança que tudo ainda pode ficar melhor. Concedemos que no Governo atual há um déficit de consciência e de práticas ecológicas. Mas, importa reconhecer que Lula foi fiel à sua promessa de fazer amplas políticas públicas na direção dos mais marginalizados.

O que a grande maioria almeja é manter a continuidade deste processo de melhora e de mudança. Ora, esta continuidade é perigosa para a mídia comercial que assiste, assustada, ao fortalecimento da soberania popular que se torna crítica, não mais manipulável e com vontade de ser ator dessa nova história democrática do Brasil. Vai ser uma democracia cada vez mais participativa e não apenas delegatícia. Esta abria amplo espaço à corrupção das elites e dava preponderância aos interesses das classes opulentas e ao seu braço ideológico que é a mídia comercial. A democracia participativa escuta os movimentos sociais, faz do Movimento dos Sem Terra (MST), odiado especialmente pela VEJA, que faz questão de não ver; protagonista de mudanças sociais não somente com referência à terra, mas também ao modelo econômico e às formas cooperativas de produção.

O que está em jogo neste enfrentamento entre a midia comercial e Lula/Dilma é a questão: que Brasil queremos? Aquele injusto, neocoloncial, neoglobalizado e, no fundo, retrógrado e velhista; ou o Brasil novo com sujeitos históricos novos, antes sempre mantidos à margem e agora despontando com energias novas para construir um Brasil que ainda nunca tínhamos visto antes?

Esse Brasil é combatido na pessoa do Presidente Lula e da candidata Dilma. Mas estes representam o que deve ser. E o que deve ser tem força. Irão triunfar a despeito das más vontades deste setor endurecido da midia comercial e empresarial. A vitória de Dilma dará solidez a este caminho novo ansiado e construido com suor e sangue por tantas gerações de brasileiros.

[Teólogo, filósofo, escritor e representante da Iniciativa Internacional da Carta da Terra].
¹Teólogo, filósofo e escritor.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

TRE proíbe Richa de divulgar pesquisa ilegal

Tucano foi acusado de usar e-mail de campanha para propagar levantamento clandestino

A Coligação Novo Paraná, de apoio a Beto Richa (PSDB) para o governo do Estado, foi obrigada ontem a enviar um email para toda base de emails do servidor @betoricha.com.br informando que não existe qualquer nova pesquisa eleitoral que aponte o ex-prefeito como o preferido dos eleitores paranaenses e que pesquisa anterior divulgada pela campanha é ilegal e não foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A decisão liminar foi tomada no início da noite de ontem pelo juiz auxiliar Juan Daniel Pereira Sobreiro após a Coligação A União Faz Um Novo Amanhã, de apoio a Osmar Dias (PDT), ajuizar uma representação apontando crime eleitoral por divulgação de uma pesquisa falsa através do servidor pessoal do ex-prefeito.
O email, com conteúdo clandestino e sem registro, dizia que Beto liderava a corrida para o governo do Estado com 767 mil votos a mais do que o segundo colocado e pedia que o eleitor replicasse aquele email para todos os seus conhecidos. “Isso é crime eleitoral e por isso entramos com a representação no TRE. Primeiro ele faz a impugnação de três pesquisas sérias por uma estratégia de campanha e comete crime mandando milhares de emails para os eleitores com pesquisa clandestina, sem registro. Eles censuram as verdadeiras pesquisas e exibem destempero e agressões em programas eleitorais. A estratégia da campanha é criminosa”, afirmou o ex-governador Mario Pereira, coordenador da campanha de Osmar Dias no Paraná.
No anexo à representação, a coligação de Osmar apurou que o domínio betoricha. com.br está registrado no nome de Carlos Alberto... Para ver toda a matéria clique AQUI. 

terça-feira, 21 de setembro de 2010

AMPLIAÇÃO E REFORMA DO COLÉGIO ESTADUAL SANTA CLARA DE CANDÓI - PR

Deixar passar este acontecimento sem fazer nehuma referência à sua significação para a Comunidade Escolar do Colégio Estadual Santa Clara (CESTAC) seria uma terrível omissão! Foram quase 10 anos de História de reivindicações, organização, luta de Mães e Pais, APMFs, Educadores e Diretoras/es que estavam à frente das deferentes Gestões do CESTAC, ofícios, telefonemasviagens a Curitiba (SEED), Processo Civil Público contra a morosidade do Estado.
Assim sendo está de parabéns a Comunidade Escolar do CESTAC! O governo do Estado do Paraná demorou sobre maneira para reagir à reivindicação desta Escola. Pois foram anos e anos com turmas superlotadas, educandos e turmas inteiras que só podiam estudar no turno da noite, educadores que se desdobravam para atender a tanta concentração de gente e de problemas em um espaço tão diminuto, foram anos de saúde abalada de professores, estres de diretores, preocupações de mães e pais, e educandos sendo prejudicados no seu desempenho escolar, em sua aprendizagem, pelas más condições estruturais do CESTAC.
E agora a obra já caminha para o processo de finalização. Obviamente que teria sido interessante a construção de um outro prédio no outro lado da cidade. Mas está de "bom tamanho" o que está sendo feito (ainda que já bastante atrasado!). É o retorno de uma parte do dinheiro do Povo de Candói que vem através de uma construção que carecia há muito...
E se algum político, tipo prefeitos, deputados, "deram uma mãozinho" junto ao Estado, ao Governador, etc., não fizeram nada mais que suas obrigações, pois são muito bem pagos por nós para trabalharem pelas necessidades dos/as cidadãos/ãs! (Tu sabes quanto ganha um prefeito, um deputado, fora as mordomias e privilégios que o poder público lhes faculta?!?). E nesta hora o que melhor eles fariam seria ficarem bem quietinhos e com vergonha de não terem sido mais eficientes e ágeis no serviço de representantes públicos dos interesses e necessidades da nossa População! O melhor que fariam seria não correr atrás de louros, aplausos ou reconhecimento, por sinal imerecidos. E para justificar o que expresso cito o Mestre Divino outra vez: "Depois de tiverdes feito tudo o que lhes era devido, dizei, somos servos inúteis!" Lucas 17. 10.

domingo, 19 de setembro de 2010

NÓS NA ÁGUA

Bom dia! Boa tarde! Boa noite!
Ufa! Que alívio...
Tu já cagaste na água hoje?
Desculpe! Assim é grosseiro!
Tu já defecaste na água hoje?
Assim também não!
Tu já evacuaste na água hoje?
Assim é mais polido...
Tu já fostes aos pés hoje?
Bem, acho que "ir aos pés" não é na água!
Hum... Infelizmente eu já fiz isto na água!
Fico a matutar até quando nossa inteligência, criatividade e sentimento de pertença ao Meio Ambiente vai tolerar esta prática de sujar, poluir, contaminar a água...

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O TEMPO URGE: SEM TESÃO NÃO HÁ SOLUÇÃO!

Caras/os Amigas/os, Companheiros, Cidadãs/ãos!

É sem a febre e sem a paixão (aquelas doentias) que me dirijo a vocês neste tempo, que é um dos tempos de exercício e responsabilidade da cidadania. Apesar de que ao final dos anos 80 eu ouvia, em evento na UNICENTRO, de Roberto Freire (Psiquiatra, Terapeuta Anarquista e Escritor), a expressão (de sua obra): “Sem tesão não há solução”. Pois bem, é neste tesão que eu gostaria de convidá-las/los a pensar conosco, como a energia da vida, o amor, o zêlo, o cuidado com tudo que envolve a vida, o sonho, a esperança, a utopia, a vontade de lutar por dias melhores, pela transformação das consciências, pelo compromisso não só dos políticos, mas de todos os/as Trabalhadores/as, sejam eles educadores, educandos, camponeses, agricultores, profissionais liberais, empreendedores, biscateiros, volantes, diaristas, autônomos, pesquisadores, cientistas, inventores, dentre outros e outras!

Vejam bem, estamos em tempo eleitoral e estamos assistindo impotentes, mais uma vez, a um festival de de "mercadoria eleitoral", uma prostituição política comercial, uma farra... daqueles/as que apostam na desinformação do Povo. Ouvimos ou ficamos sabendo de uns e outros que neste momento estão ganhando dinheiro para fazer campanhas eleitorais para deputados. Nada contra quem tem suas despesas pagas para sair com seu carro “fazer campanha”. Mas atente para os fatos. Tem candidatos (a mesma lenga lenga de sempre!) que não tem compromisso nem com Candói nem com ninguém. Eles/as tem agora (nestes dias) o compromisso em conseguir os votos populares, depois se vão, se esquecem dos compromissos e do Povo que os elegeu. Porque eles/as já pagaram os votos! Ouvi no Programa Eleitoral um deles dizendo: “Peço o seu voto limpo!” Sim, o nosso voto é até esterelizado, mas o resultado quase nunca é limpo.

Passam-se quatro anos... Alguns políticos procuram associar seus nomes às obras do Estado e da União. Estas obras são realizadas pelos Executivos com recursos vindos de nossos impostos, tributos e taxas. Mas os políticos de plantão se escondem atraz delas para se garantirem. Eles apostam tudo em nossa ignorância. Eles acreditam que nós não acompanhamos seus mandatos na Assembléia Legislativa ou na Câmara Federal. Eles torcem para que não saibamos em que, pra que e porque eles votam nas casas de leis estaduais e federal! Eles se esquecem que além de aprovar Projetos/Leis, sua função é fiscalizar as administrações/ações dos Executivos Estaduais e federal.

Diante do exposto, meu convite é que tenhamos critérios na hora de escolher nossos/as candidatos/as,  antes de votar, porque como afirmei em artigo anterior, nem um deles/as, sejam honestos éticos, transparentes, justos..., ou corruptos, ladrões, festeiros com o dinheiro do Povo, eles/as não se elegem sozinhos! Eles/as são eleitos com os nossos votos! E “depois do leite derramado não adianta chorar!”
E finalmente na condição de Educadores/as, de Trabalhadores/as em Educação, temos uma responsabilidade muito maior! Pois somos cientistas, somos pesquisadores, somos mediadores do processo de aprendizagem, somos “formadores de opinião”, somos espelho e somos vitrine! Portanto, temos que ter critérios científicos políticos diante daqueles/as que são nossos educandos/as, diante de suas famílias, diante da sociedade, para que mais tarde, quando a situação estiver perdida, não venham, estes que serão em boa medida frutos de nosso Trabalho, jogar em nossos rostos que tínhamos a responsabilidade de orientá-los, de ajudar-lhes a ter entendimento político, de aparelhar-lhes com os instrumentos da cidadania, da responsabilidade pública, da democracia, e não o fizemos! Que ficamos em cima do muro, que nos omitimos, que fomos cidadãs/ãos de quinta categoria, que eramos alienados e alienantes!

O tempo é agora! "Sem tesão na há solução"! Vamos com a mente e com o coração! É tempo de decisão! Que ninguém fique sem o pão da informação! Pode ser o início de uma necessária transformação! Ou não...

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

DEPUTADO DR ROSINHA DENUNCIA ESQUEMA DE CORRUPÇÃO NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO PR

video

Graças às investigações dos Meios de Comunicação (especialmente ao trabalho de Jornalistas do Estado do PR) e a esta denúcia na Câmara Federal sobre a situação de desmando e corrupção na Assembléia Legislativa do Paraná, é que foi instaurado um processo no MP paranaense.
Na sequência a Mesa Diretora deveria ser afastada, mas 47 dos deputados/as paranaenses foram contra esta distituição e apuração dos fatos ou ficaram em cima do muro!
E aqui se aplica um dos ditados que "quem cala consente!"
Agora no período eleitoral muitos destes/as deputados/as estão em nosso município e em outras regiões do Estado pedindo o nosso voto, fazendo de conta que está tudo certinho, que eles/as não têm nada a ver com os 100 milhões desviados pela AL, com os 800 empregos fantasmas, incluindo crianças e mortos.
Ainda há tempo de verificar quem são estes/as antes de darmos nosso sagrado voto.
Os corruptos e omissos não se elegem sozinhos. Elegem-se com os nossos votos!

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

O QUE ESPERAMOS DOS PRÓXIMOS ELEITOS NO PLEITO DE 2010

Talvez eu esteja plageando meu amigo Anderson Gibathe... Mas vou considerar aqui algumas expectativas referentes aos políticos que serão eleitos em 03/10/10.
1) Esperamos que os Deputados Estaduais e Federais não esqueçam suas bases, realmente façam leis de interesse popular ou do Povo e que não fiquem se escondendo nem se promovendo atrás de supostas obras que são construidas com nosso dinheiro originado dos impostos, tributos e taxas que pagamos compulsoriamente! Que também não fiquem apenas legislando em causa própria como há muito costumam fazer!
2) Esperamos que os Senadores de igual modo ajam legislando em favor do Povo... De Preferência que acabem com esta instituição chamada Senado que já está há muito com seu prazo de validade vencida!
3) Esperamos que o Governador (es) realmente governe o Estado, atendendo as necessidades de cada Região do Estado, de sua População, privilegiando as Políticas Públicas para aqueles e aquelas que mais necessitam do Poder Público!
4) Esperamos que a (o) Presidente governe o País assessorada por uma equipe ministerial que seja sensível às necessidades de todo o Povo, de igual modo servindo prioritariamente àquela parcela da população que sempre foi marginalizada, explorada, ignorada pelo serviço público... Aquela parcela de quem o voto tem o mesmo valor que o voto dos segmentos privilegiados da sociedade. Que a pauta política da Presidente não seja apenas eleitoral, mas se traduza em Educação Libertadora e Emancipadora, com Estruturas dignas de Trabalho Pedagógico, com Bibliotecas, Terminais de Informática, Laboratórios de Ciência, Pesquisa e Tecnologia. Em mais Saúde Preventiva. Em mais e melhor Trabalho com salário e renda dignos para todos. Em mais crédito e apoio ao campo para produzir alimentos saudáveis, diversificados e com sustentabilidade, tendo em vista a Soberania Alimentar e a Segurança Alimentar, com Limite da Posse da Terra e a realização da Reforma Agrária, dentro de um projeto com começo, meio e fim, com apoio ao Associativismo e ao Coperativismo, à Agroindústria Familiar e Local.
Emfim, esperamos de todos e todas os/as eleitos/as que depois das eleições não se encastelem em seus palácios, não se acomodem aos privilégios às custas do suor, da dor, das lágrimas e da exploração dos Trabalhadores e das Trabalhadoras! Que não se afundem nas velhas e endêmicas práticas de corrupção, de desvios dos recursos públicos, de superfaturamento nas obras públicas (como há centenas de anos se pratica 'pensando' que é a política mais natural possível por parte de muitos políticos por aí!), das comissões na hora de fechar um contrato de construção, compra ou prestação de serviço (onde a empresa, de praxe, costuma oferecer ao Executivo a quantia´mínima de 10% dos custos oficiais) para facilitar a "licitação pública" para a empresa. Que não se cerquem de assessores aos montes, quais parasitas do dinheiro público, como forma de desviar os bens que pertecem a todo o Povo! Esperamos, e estaremos atentos para isto, que os que ocupam cargos eletivos/administrativos pautem sua ação com base nos Valores da Democracia, da Cidadania, da Ética, da Transparência, da Participação Popular, do Respeito e Cuidado com a coisa pública!
Observação: esperamos que daqui a 4 anos (ou dois?) não tenhamos que aderir à campanha maciça em favor do voto em branco como forma pacífica (ainda!) para desestruturar as quadrilhas de bandidos de colarinho branco que infestam todas as esfera da Política (da Sociedade, da Economia, da Cultura, do Ambiente) em nossa Nação!

LIMITE DA TERRA NO BRASIL

Recebi e publico... Embora o Plebiscito Popular já tenha terminado, mas o problema a ser equacionado ainda está em processo!
Pelo direito à terra e à soberania alimentar!
Nada menos que 44 entidades nacionais convocam o povo brasileiro para mais um Plebiscito Popular. E o tema é candente: "Limite de propriedade da terra". Entre as entidades signatárias estão o CONIC (Conselho Nacional das Igrejas Cristãs) e a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil).
Trata-se de um tema quente, polêmico, por ser uma das mais antigas e justas lutas do povo brasileiro. É também a exigência, um clamor universal que se promova, ainda que tardiamente, a Reforma Agrária no país com a maior extensão de terras cultiváveis do planeta.
Algumas informações necessárias
Foi lançado um documento popular de esclarecimento que apresenta 10 (dez) respostas à pergunta:
"Por que o limite das terras no Brasil?".
1 – Porque a concentração de terras é a grande responsável pela miséria e fome em nosso país;
2 – Porque não há lei que limite a propriedade das terras e isto permite que alguém ou alguma empresa, inclusive estrangeira, se torne dono de todas as terras disponíveis;
3 – Porque o latifúndio e o agronegócio já expulsaram mais de 50 milhões de trabalhadores do campo, seja pelo poder do dinheiro seja pelo poder das armas dos seus jagunços, inchando as cidades e gerando milhares de favelas e cortiços, onde milhões "moram" em condições desumanas;
4 - Porque milhões de famílias poderiam ter acesso à terra e fazer aumentar a alimentação básica e de qualidade para o povo brasileiro;
5 – Porque as pequenas propriedades produzem alimentos sem os agrotóxicos que os latifúndios empregam e que prejudicam a saúde do povo;
6 – Porque a agricultura familiar e camponesa dá trabalho para 15 pessoas em cada 100 hectares, enquanto que o agronegócio emprega apenas duas (*);
7 – Porque o agronegócio é o responsável pela grande violência no campo e pela cruel exploração de trabalho escravo de milhares de seres humanos;
8 – Porque banqueiros, grandes empresas nacionais e internacionais se tornaram donos de grandes latifúndios; entretanto, seus donos nunca plantaram sequer um pé de cebola ou batata; vivem da exploração e da especulação das terras.
9 – Porque apenas alguns grandes proprietários, donos de milhares de hectares, ocupam 44% das terras, enquanto metade das propriedades com menos de 10 hectares ocupam menos de 3% das terras;
10 – Porque países econômica e socialmente mais desenvolvidos que o Brasil (Itália, Japão e a Coréia do Sul, por exemplo) já estabeleceram limites máximos para suas terras rurais.

O folheto encerra suas informações registrando: "AGORA É A NOSSA VEZ! NÃO SERÁ FÁCIL!".

Sabemos muito bem que o grande capital travará uma batalha sem limites para combater o Plebiscito Popular e seu resultado. Afinal, o capital só existe porque explora os povos, caso contrário desaparecerá. Como sua finalidade é sempre ter lucros e mais lucros, riquezas e mais riquezas concentradas, poder e mais poderes em suas mãos, evidentemente desencadeará uma luta titânica para que seus interesses sem limites não sejam interrompidos.
Observação minha: as "Cátias" da vida (da vida ou da morte...?) já estão por aí em campanha, por carta e por e-mail, a pedir dinheiro aos fazendeiros e aos pequenos agricultores (desavidados) como se fosse defender os interesses de todos!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

NÓS BICHOS

Só executar tarefas qualquer bicho adestrado  executa.
O único bicho capaz de pensar, refletir sobre a sua prática é o ser humano.
(Marx/Kuenzer/Bucco)

SUCUPIRA EM FESTA

Odorico Paraguaçu anima o Povo com seus discursos e sua

linguística falaciosa,  mentirosa...
*** Nos melhores cinemas: O BEM AMADO!!!

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO PR


video

Há alguns ditados que dizem:

"Quem cala consente!"
"Quem se omite admite!"
“O que me preocupa não é o barulho dos violentos e sim o silêncio dos justos.”
Martin Luther King
"É errôneo servir-se de meios imorais para alcançar objetivos morais."
Martin Luther King


Entre os 47 Deputados da AL do PR há os deputados que se posicionaram contra a destituição da Mesa Diretora. Destes já conhecemos as práticas, o posicionamento político nada ético, nada transparente e nada justo.
Há os deputados que para eles tanto faz como tanto fez, eles vão continuar enganando o povo e conseguindo seus votos para serem eleitos e continuarem se beneficiando do poder.
Há os deputados que sentem-se pressionados, perseguidos, se calam, se omitem...
Mas ainda há o Projeto de Lei da Transparência para ser votado e aprovado pela Assembléia Legislativa. O que os deputados vão fazer?

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

PLEBISCITO POPULAR PELO LIMITE DA PROPRIEDADE

O latifúndio mata a possiblidade do acesso à terra!
O latifúndio mata a esperança dos camponeses sem terra!
O latifúndio mata a dignidade do povo trabalhador do campo!
O latifúndio mata o sonho de igualdade de condições do campesinato!
O latifúndio mata a possibilidade da biodiversidade e segurança alimentar!
O latifúndio atrapalha a Reforma Agrária na Terra que pertence a todos/as!
O latifúndio impede a produção de alimentos, porque se preocupa apenas como commodities!
_____________________________________________________